“Ser mulher de um estivador é ser o seu porto seguro, um apoio, e é lutar ao seu lado por uma vida digna”, por Ana Rato

Ana Rato.png

Por detrás de um grande homem existe sempre uma grande mulher. Sim, um estivador é um grande homem, sinto orgulho em ser mulher de um estivador, mas para sê-lo também é preciso ser uma grande mulher.

Ser mulher de um estivador é passar semanas a fio quase sem ver o marido, é abrir mão de uma carreira profissional, de vida social e familiar, de ter tempo de namorar, de ir ao cinema, mas ainda assim sentir um enorme orgulho! Só um grande homem suporta trabalhar 16 horas por dia, dias a fio, ou 24 horas seguidas, como tantas vezes aconteceu. Ser mulher de um estivador é viver com o coração nas mãos, não saber até quando o marido aguentará isto, não saber se o marido se conseguirá manter acordado no caminho de regresso a casa, pois o cansaço é extremo! Ser mulher de um estivador é tudo isto e muito mais, mas o que dói mais é ver-lhe estampado no rosto o desgosto de não ver a filha crescer.

Quantas e quantas vezes o meu marido, esperançoso, promete que este fim de semana será nosso, a três, e vai conseguir ficar em casa, passear, brincar com a menina, passearmos o cão, termos refeições juntos… E quantas vezes pela manhã o telefone toca e os planos foram em vão: “Tens mesmo que vir, não há mais ninguém para a máquina.” E ele tem de ir, até porque se não for ainda leva com um processo disciplinar. E ficam os planos à espera de outra oportunidade que muitas vezes tarda a chegar.

Temos uma filha pequena, de 15 meses, que na sua ingenuidade já chama pelo papá pela casa toda procurando por ele. “O papá foi trabalhar, meu amor”, respondo eu.

E dói! Dói quando o meu marido, às vezes, passados dias de não ver a filha, me diz: “A nossa menina está tão linda e inteligente, já está tão crescida e tão diferente.” Como se nem vivêssemos os três na mesma casa… Vivemos, mas o pai sai de casa as 6.45 e a menina está a dormir, chega à 1 da manhã e a menina está a dormir.

E dói! Dói este esforço que fazemos enquanto família, o meu marido que trabalha dia e noite, arriscando a vida, debaixo de frio e chuva, calor, vento, a trabalhar 16 horas por dia para ter um ordenado digno de vivermos os três, sem mordomias, mas vivermos dignamente, sem dívidas, com as contas em dia, embora sem vida social. Eu, como mulher, a criar e educar a nossa filha sozinha, a cuidar da casa e da roupa, a ter sempre inúmeras refeições prontas para que o meu marido possa levar e poupar assim mais algum dinheiro. E continuar desempregada, à procura de trabalho, um trabalho que me permita um horário que me permita cuidar da minha filha, porque o pai não vai poder cá estar… No fim disto tudo, deste esforço em família, é a injustiça de ver o meu marido em risco de perder o seu posto de trabalho, que nos dá o único sustento para viver, ter o ordenado em atraso e ver ainda a sua imagem enquanto estivador denegrida na comunicação social. É injusto, é angustiante, é revoltante!

Neste momento, ser mulher de um estivador é ser o seu porto seguro, um apoio, e é lutar ao seu lado por uma vida digna, porque nós QUEREMOS VIVER e não SOBREVIVER!

A mulher de um estivador revoltada e em luta!

Anúncios

Autor: Há Flores no Cais

Blogue das mulheres dos Estivadores

Um comentário em ““Ser mulher de um estivador é ser o seu porto seguro, um apoio, e é lutar ao seu lado por uma vida digna”, por Ana Rato”

  1. subscrevo por baixo! Ser namorada de um estivador, viver com o coração nas mãos, ficar semanas inteiras sem ver o namorado, sem saber quando o vou ver! muitas vezes apenas meia dúzia de horas de um dia, em toda a semana! estar com ele e estar sempre à espera daquele sms que avisa que dentro de uma hora tem de ir trabalhar! nao conseguir combinar nada atempadamente, ter de ficar sempre à espera do hoje, do agora para ter essa vida social! ver que o futuro dele é “incerto” no sentido em que tem um emprego que por agora é fixo, mas que se for “castigado” fica em casa 1 ou 2 semanas sem trabalhar e sem ganhar!
    Partilho a mesma revolta!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s