“Mulher de estivador não pode ficar doente! Não tem esse direito, porque todas as responsabilidades caem sobre ela. Ela é o pilar da família!”, por Eliana Carvalho

Eliana.jpg

Ninguém imagina o que é ser mulher de estivador!

Se ser mãe é ser um pouco de todas as profissões, ser mulher de estivador é muito mais: é ser mulher, psicóloga, enfermeira, amiga, dona de casa; é ser mãe e pai ao mesmo tempo! Sim, ser mãe e pai ao mesmo tempo. Ser pai porque quantas vezes ouço os meus filhos a perguntar pelo pai e eu já sem resposta tenho de dizer:

«Está a trabalhar!»

Vivo em constante angústia e sobressalto sem nunca saber se no fim do dia ele vem para casa com saúde ou sem ela.

Quando o telefone toca e vejo que é um colega ou que é o número do local de trabalho, toda eu tremo.

Acordar às 3 da manhã com a notícia de que o meu marido ia para o hospital porque tinha caído ao rio não é fácil. Sem ninguém para me auxiliar, tive de ir para o hospital com o meu filho nos braços para saber o real estado em que o meu marido tinha ficado.

É uma dor, um sofrimento constante que ninguém imagina!

Ouvir a minha filha de sete anos a chorar e ficar com uma tristeza do tamanho do mundo porque o seu pai, o seu ídolo, não iria estar presente na sua primeira atuação pública, a sua primeira prova de patinagem. Isto porque no dia da prova e apesar de ter cortado o turno, ligaram-lhe de manhã para ir trabalhar.

Foi uma tristeza conjunta! O pai, o ídolo, sentia-se impotente porque nada podia fazer, e a filha com a tristeza estampada no rosto.

Podia não ter ido trabalhar, mas e depois as consequências, os processos disciplinares, as faltas injustificadas?!

Ter um filho a arder com febre e ter de ir com ele para o hospital mas não poder porque o outro não pode ficar sozinho em casa! Tem que se esperar até que o estivador venha do trabalho à hora que for.

Mulher de estivador não pode ficar doente! Não tem esse direito, porque todas as responsabilidades caem sobre ela. Ela é o pilar da família!

Ninguém consegue imaginar o que é quando o nosso marido chega a casa, completamente transtornado, enervado e sem fala, porque viu um amigo, um colega a morrer à sua frente, devido a um acidente no trabalho; ou a sofrer porque outro ficou com lesões para toda a vida devido a um acidente! Como conseguimos viver com esta situação todos os dias?

Não há dinheiro nenhum no mundo que pague tudo isto!

Trabalham 16 ou 24 horas sem poderem fazer planos com a família porque só no próprio dia é que sabem se estão escalados para o próximo turno!

Ou apenas porque o navio tem de sair àquela hora. Então tem que se acabar o navio. Diz-se que os estivadores ganham bem. O que são 1300 euros para uma família de quatro pessoas?

Eu, felizmente, trabalho, mas só o meu ordenado é para pagar a prestação da casa, pois ganho o ordenado mínimo nacional. Então e o resto: água, luz, gás, educação, saúde?!

Não tenho direito a abono de família nem a qualquer tipo de subsídio, mas também não quero! Pago os meus impostos e faço os meus descontos para que outros possam usufruir. Quero apenas que o Governo cumpra com as suas funções e ponha fim a tudo o que se passa no Porto de Lisboa, um local público gerido por privados com lucros enormes!

Exijo apenas que o meu marido tenha o seu ordenado no fim do mês e em dia!

Ser mulher de estivador é difícil, mas é um enorme orgulho ver que dentro desta classe trabalhadora existe uma coisa que há muito se perdeu em Portugal: a união e o conceito de família no trabalho!

Porque apesar de os quererem destruir, a estiva é uma família!

Anúncios

Autor: Há Flores no Cais

Blogue das mulheres dos Estivadores

2 comentários em ““Mulher de estivador não pode ficar doente! Não tem esse direito, porque todas as responsabilidades caem sobre ela. Ela é o pilar da família!”, por Eliana Carvalho”

  1. Não concordo,em partes,pior é trabalha em uma fábrica no distrito,ganha mal e trabalha muito, pois eu tbm sou esposa e estivadora,não vejo todos esses ricos,o que vejo muito é falta de competência,irresponsabilidade…
    A esposa pode sim ser o porto seguro da casa,mais o esteio maior msm é quem coloca o que comer,vestir,calçar e educar pra dentro de casa…
    Áprendir assim:
    DEUS,SEM ELE NADA SOMOS
    TRABALHO,com ele podemos criar a
    FAMÍLIA.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s